La question des langues dans "L'Utopie" de Thomas More

Jean-Michel Racault

Resumo


Jean-Michel Racault, em seu artigo intitulado "La question des langues dans L'Utopie de Thomas More", analisa o problema das línguas na obra paradigmática de Morus, alargando o sentido da questão a todas as formas de troca lingüística que problematizam a utopia enquanto texto literário, levando em conta não somente as línguas inventadas pelos utopistas, mas também outras, que afetam real ou ficticiamente o texto utópico, especialmente a língua do viajante-narrador, aquela com a qual ele escreve seu relato e a que usa para se comunicar com o leitor. Racault leva ainda em consideração os fenômenos de interferência lingüística ligados aos problemas de tradução, da diversidade dos sistemas gráficos, da questão do livro como vetor de alteridade e da função mediadora da linguagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.