A arte do blefe: Montai gne e o "mito do bom selvagem"

José Alexandrino de Souza Filho

Resumo


José Alexandrino de Souza Filho, em "A arte do blefe: Montaigne e o 'mito do bom selvagem'", analisa e discute o célebre episódio da visita dos índios canibais brasileiros à França, tal como o escritor e filósofo Michel de Montaigne o descreveu no ensaio "Dos Canibais", demonstrando que ele foi inventado a partir de determinados fatos históricos, que o ensaísta alterou em prol dos seus objetivos literários, intelectuais e políticos. Historicamente falando, o autor considera tanto a visita quanto a "conversação" com os indígenas um blefe; literariamente, ele a julga uma pequena obra-prima de sagacidade e imaginação criadora. Num segundo momento são trazidas à luz, com base em documentos, as verdadeiras circunstâncias históricas que serviram de inspiração ao ensaísta francês, qual o suporte bibliográfico de que se serviu e como esses elementos aparecem no texto.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.