O impacto das descobertas geográficas na concepção política e social da utopia

Frank Lestringant

Resumo


No artigo "O impacto das descobertas geográficas na concepção política e social da utopia", Frank Lestringant desenvolve a relação entre utopias e viagens de descoberta em quatro partes: a primeira trata das interferências de viagens reais - acontecidas em um mundo real equivalente a um arquipélago geográfico e confessional - na Utopia, significativamente uma ilha; na segunda, o autor ressalta o papel de Luciano como fundador de boa parte do utopismo, fundando a declamatio, um gênero retórico-filosófico especialmente desenvolvido no Renascimento definido pelo jogo e pela ficção, tendo por objeto o "real-irreal"; a terceira parte discute o cotejo da vida dos habitantes de terras longínquas com os europeus, intensificado pelas viagens de descoberta, encontrado em autores como Vespúcio, Cartier, Montaigne, Lescarbot, dentre outros; por fim, a quarta parte trata de Le Royame d'Antangil (1616) que, conforme Lestringant, seria a segunda utopia escrita na França, bastante próxima do modelo moreano, e a primeira a ilustrar o mito da terra austral.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.