Traduzindo a Utopia, de Thomas Morus: ritmo e poética

Leandro Dorval Cardoso

Resumo


Neste artigo, apresento as principais questões sobre o texto de Thomas Morus levadas em conta durante minha tradução da Utopia realizada para a Editora Vozes em 2016. Partindo principalmente de uma abordagem dos traços mais característicos da obra, discorro sobre algumas das soluções encontradas, especialmente no que diz respeito ao registro coloquial do texto e de sua natureza de relato e diálogo reportado.


Texto completo:

PDF

Referências


BENVENISTE, E. “A Noção de ‘Ritmo’ na sua Expressão Linguística”. In: ______________. Problemas de Linguística Geral I. Trad. Maria da Glória Novak e Luiza Neri. São Paulo: Ed. Nacional, 1976 [1966]. p. 361 – 370.

CAMPOS, H. de. “Da tradução como criação e como crítica”. In: _____________. Metalinguagem & outras metas. São Paulo: Editora Perspectiva, 1992 [1963], p. 31-48.

LEFEVERE, A. Tradução, Reescrita e Manipulação da Fama Literária. Tradução de Cláudia Matos Seligmann. Bauru: Edusc, 2007 [1992].

McCUTCHEON, E. My dear Peter: the ars poetica and hermeneutics for More's Utopia. Angers: Moreana, 1983.

McCUTCHEON, E. “More's rhetoric”. In: LOGAN, G. M (ed.). The Cambrigde companion to Thomas More. Cambridge: Cambridge University Press, 2011, p. 46-68.

McCUTCHEON, E. “Denying the contrary: More's use of litotes in the Utopia”. In: MORUS, T. Utopia. Tradução e edição de Robert M. Adams. Nova Iorque: W. W. Norton & Company, 1992 [1971], p. 224-229.

MESCHONNIC, H. Poética do Traduzir. Tradução de Jerusa Pires Ferreira e Suely Fenerich. São Paulo: Editora Perspectiva, 2010 [1999].

MILLER, C. “Style and meaning in More’s Utopia: Hythloday’s sentences and diction”. In: Humanism and style. Essays on Erasmus and More. Bethlehem: Lehigh University Press, 2011.

MORUS, T. Utopia. Tradução de Ralph Robinson e edição de J. H. Lupton. Londres: Oxford University Press, 1895 [1551].

MORUS, T. A Utopia. Tradução de Luiz de Andrade e prefácio de Prof. Mauro Brandão Lopes. São Paulo: Atena Editora, 1956 [1937].

MORUS, T. Utopia. Tradução e edição de Robert M. Adams. Nova Iorque: W. W. Norton & Company, 1992 [1975].

MORUS, T. Utopia. Edição de George M. Logan, Robert M. Adams e Clarence H. Miller. Tradução de Robert M. Adams. Cambridge: Cambridge University Press, 1995.

MORUS, T. Utopia. Tradução de Anah de Mello Franco e prefácio de João Almino. Brasília: IPRI/UnB, 2004 [1980].

MORUS, T. Utopia – sobre a melhor condição de uma república e sobre a nova ilha Utopia. Tradução do latim por Leandro Dorval Cardoso. Petrópolis, RJ: Editora Vozes, 2016.

RIBEIRO, A. C. R. “As traduções brasileiras da Utopia, de Tomás Morus”. Memento – Anais do II Encontro Tricordiano de Linguística e Literatura, 2012, p. 13-21.

RIBEIRO, A. C. R. “Traduzindo os recursos sonoros do livro I da Utopia para o português do Brasil”. Cadernos de Tradução, 35, 2015, p. 211-235.

RIBEIRO, A. C. R. “Traduciendo el libro II de Utopía al portugués brasileño”. Expedições: Teoria da História e Historiografia, v.7, n.1, 2016a, p. 10-26.

RIBEIRO, A. C. R. “Utopia: brazilian translations in context”. Utopian Studies, v.27, n.2, 2016b, p. 270-299.

ROTERDÃ, E. Diálogo Ciceroniano. Tradução e prefácio: Elaine C. Sartorelli. São Paulo: Editora da Unesp, 2013 [1528].

SURTZ, E. “Aspects of More's Latin in Utopia”. Studies in the Renaissance, v.14, 1967, p. 93-109.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.