Concordia discors: a utopia da pax philosophica em Pico della Mirandola

Jonathan Molinari

Resumo


O ideal de “concordia philosophorum”, no centro da reflexão filosófica de Giovanni Pico, é um sinal da profunda tensão que caracteriza a filosofia do Renascimento italiano. Na “Oratio de hominis dignitate”, no “Commento sopra una canzone de amore” e em “De ente et uno”, Giovanni Pico busca criar uma nova filosofia baseada nos ideais de tolerância e de paz. Neste contexto, o trabalho de Pico é crucial para a compreensão da importância dos esforços humanistas em realizar o projeto de convivencia religiosa e de superar as tensões interreligiosas e confessionais que atravessam a cultura medieval e renascentistas europeias.  


Texto completo:

PDF

Referências


ANGELINI, A. “L'architettura come “umbra d'un sogno””. In: ANGELINI, A.; CAYE P. (ed.). Il pensiero simbolico nella prima età moderna. Firenze: Olschki, 2007.

BLOCH, Ernst. Filosofia del Rinascimento. Bologna: Il Mulino, 1981.

BRANDÃO, Carlos. “O filósofo e o pintor: humanismo e anti-humanismo em Leon Battista Alberti”. In: O que nos faz pensar. Cadernos do Departamento de Filosofia da PUC-Rio, n. 27, Maio 2010.

CILIBERTO, Michele. Eugenio Garin. Un intellettuale nel Novecento. Bari: Laterza, 2011.

GARIN, Eugenio. “Il pensiero di Leon Battista Alberti: caratteri e contrasti”. In: Leon Battista Alberti. Studi nel V Centenario della morte. Firenze: Sansoni, 1972.

________________. L’Umanesimo Italiano. Bari: Laterza, 2008.

________________. “Mezzo secolo dopo”. Belfagor, v. 53, n. 314, 1998.

________________. “Sessanta anni dopo”. In: La filosofia come sapere storico. Bari: Laterza, 1990.

PICO, Giovanni. De hominis dignitate, Heptaplus, De Ente et Uno. Ed. E. Garin. Torino: Aragno, 2004.

_____________. Discurso sobre a dignidade do Homen.Tradução e apresentação de Maria de Lourdes Sirgado Ganho. Lisboa: Edições 70, 2011.

_____________. Disputationes adversus astrologiam divinatricem. Ed. E. Garin. 2 vol. Firenze: Olschki, 1952.

VASOLI, Cesare. “Il Rinascimento: tra mito e realtà storica”. In: PISSAVINO, P. C. (ed.). Le filosofie del Rinascimento. Milano: Bruno Mondadori, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.