A utopia que não está no fim da viagem: a peregrinação medieval

Hilário Franco Jr.

Resumo


Mesmo os estudiosos que superam a barreira do entendimento stricto sensu de utopia e aceitam a existência na Europa medieval dessa forma de pensamento e comportamento social, deixam de lado uma de suas manifestações mais curiosas – a peregrinação. De fato, ao contrário do caso clássico de viagem que leva à descoberta de uma sociedade utópica, esta é, na peregrinação, a própria comunidade que se constitui espontaneamente para a viagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.