A cidade de Orbe no romance fabuloso de Barthélemy Aneau

Yvone Soares dos Santos Greis

Resumo


Orbe, cidade imaginária concebida por Barthélemy Aneau em sua história fabulosa, Alector ou le coq (1560), não é uma unanimidade como utopia entre aqueles que se dedicam ao estudo desse tema. Se a descrição corográfica, assim como a perfeição de suas edificações, respondem a algumas exigências ou, melhor, a determinados critérios da utopia enquanto gênero literário, os cidadãos Orbitains, no conjunto dos desvios de seu comportamento, estão muito longe de serem considerados modelos para outras sociedades. Como a Inglaterra para Thomas More, seria possível afirmar que a ficção simbólica da cidade de Orbe corresponderia direta e unicamente à narrativa especular da cidade de Lyon, pelo fato de Barthélemy Aneau nela ter vivido uma parte de sua existência? As características da cidade de Orbe não poderiam estar associadas a uma outra realidade geográfica e sociopolítica que o autor poderia ter desejado mascarar?


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.